Kony: a multiplataforma líder no Quadrante Mágico do Gartner

plataforma kony

Reconhecida como líder no Gartner Magic Quadrant, entenda porque a Plataforma Kony deve estar entre as suas alternativas na hora de desenvolver uma aplicação mobile.

DESENVOLVIMENTO NATIVO VERSUS MULTIPLATAFORMA

Observando o crescimento contínuo do mercado mobile, muitas empresas e desenvolvedores têm investido em sistemas para dispositivos móveis. Nesse contexto, a escolha da ferramenta de desenvolvimento se torna uma decisão muito importante. Pode influenciar diretamente no sucesso do produto. Um dos fatores a se considerar é o alcance da aplicação. Pode-se alvejar apenas usuários de um sistema operacional específico ou de vários.

Quando se deseja desenvolver para uma plataforma específica, como Android ou iOS, uma das opções é o desenvolvimento nativo. No entanto, quando a intenção é criar uma aplicação que atenda a usuários de mais de uma plataforma, essa abordagem passa a ter certas desvantagens e limitações.

Desenvolver em código nativo requer a criação de uma versão da aplicação para cada sistema operacional. Ou seja, se a ideia é que seu app tenha versões iOS, Android e Windows Phone, será necessária a criação de três versões diferentes do código.

Além da óbvia necessidade de recursos profissionais capacitados para desenvolver em cada uma das diferentes plataformas, a implementação nativa. Nesta situação, temos outras consequências negativas.

Primeiramente, a aplicação terá três versões diferentes. Isso implica em um esforço de manutenção, aproximadamente, três vezes maior. Em segundo lugar, cada sistema nativo tem características únicas. O que facilita a criação de especificidades para cada versão. Os dois pontos anteriores convergem na seguinte realidade: É muito custoso, e às vezes inviável, sincronizar o desenvolvimento e a manutenção de várias versões diferentes do mesmo aplicativo.

Como alternativa à codificação nativa, apresenta-se o desenvolvimento multiplataforma. A ideia é bem simples: criar apenas uma versão, que possa ser compilada e executada em todas as plataformas pretendidas. Esta opção, apesar do custo financeiro um pouco mais elevado e de algumas outras limitações, tem sido escolhida principalmente por grandes empresas. Neste cenário, a Kony vem se destacando.

PLATAFORMA KONY – PROMISSORA

A Kony, pela terceira vez consecutiva, foi reconhecida como líder do Gartner Magic Quadrant na categoria: plataformas de desenvolvimento de aplicações mobile (Mobile Application Development Platforms – MADP). Abaixo se encontra o quadrante de junho de 2017.

 plataforma kony

Mas o que faz com que a plataforma se destaque no quadrante? Dentre os vários diferenciais, talvez o mais significativo seja o Kony Mobile Fabric – módulo responsável por toda a interação entre as aplicações e as fontes de dados.

O Kony Mobile Fabric apresenta um leque de funcionalidades. Destaque para o gerenciamento e a distribuição de notificações push, a orquestração de serviços, a sincronização off-line com bases de dados e a implementação de serviços de autenticação.

Este módulo faz parte do penúltimo estágio de um processo que tem início em uma ferramenta de desenvolvimento visual (o Kony Visualizer). Ele passa pela codificação do back end no Kony Studio e termina no gerenciamento das aplicações por meio do Kony Management.

DIFERENCIAL

Um aspecto relevante deste fluxo é a clara separação existente entre a criação do layout e a implementação das funcionalidades e regras de negócio. Todo ou quase todo o desenvolvimento visual ocorre no Kony Visualizer. Essa é uma ferramenta de criação de interfaces estilo “drag and drop”. E, não requer qualquer conhecimento de programação e possibilita previews da aplicação – enquanto as codificações se dão no Kony Studio.

Essa separação possibilita a divisão de tarefas por especialidade. Por exemplo: Um analista UX pode criar toda a interface de usuário para que depois as funcionalidades sejam implementadas por um desenvolvedor de sistemas. Além disso, é possível visualizar diretamente nos dispositivos móveis as telas criadas, sem a necessidade de qualquer codificação. Isso permite o acompanhamento e a validação do design desde o início do desenvolvimento.

A Kony ainda apresenta algumas limitações e bugs, mas suas ferramentas são atualizadas com frequência (o Kony Studio já está caminhando para a versão 7.0) e a cada versão se tornam mais robustas.

São muitos os fatores a se considerar na escolha de uma plataforma para desenvolvimento mobile. A Kony se apresenta como uma promissora alternativa tanto ao desenvolvimento nativo quanto a outras plataformas com propostas semelhantes.

 

Por: Silvério Vale e Jéssica Saliba

Deixe um comentário